Marcações de quadrilha

Marcações de quadrilha

Marcações de quadrilha

Geralmente, a quadrilha começa logo após o casamento dos noivos onde forma-se uma fileira de mulheres (as damas) e outra de homens (os cavalheiros). Uma de frente para a outra de forma que a dama fique diante de seu cavalheiro.

É então que o marcador (puxador de quadrilha) começa a dar os comandos!

Como a dança é um dos momentos mais esperados das festas juninas, fizemos uma relação

Abaixo uma relação das marcações mais comuns e seus significados:

– BALANCÊ: dançar balançando o corpo no ritmo da música, sem sair do lugar;

– ANAVAN: avante, ir à frente balançando os braços;

– RETURNÊ: comando dado para que as damas e/ou cavalheiros voltem aos seus lugares;

– CUMPRIMENTO ÀS DAMAS: em direção as damas, os cavalheiros vão caminhando e se balançando. Quando chegar em sua respectiva dama, o cavalheiro cumprimenta sua parceira podendo se ajoelhar em frente a ela como sinal de respeito;

– CUMPRIMENTO AOS CAVALHEIROS: agora é o contrário. As damas seguem dançando em direção a seu par e o cumprimenta levantando discretamente a barra da saia;

– TUR: quando o cavalheiro e a dama se juntam (cavalheiro com a mão direita na cintura da dama e a dama com o braço esquerdo no ombro do cavalheiro) e dão uma volta completa para a direita;

– TÚNEL: de mãos dadas os casais vão andando em fila. O primeiro casal levanta os braços dando as mãos formando um arco. Em seguida o segundo casal passa por debaixo deste arco e também levanta os braços para formar outro arco. E assim por diante até que todos os casais tenham passado pelo túnel que foi se formando; 

– OLHA A COBRA!: o puxador de quadrilha “surpreende” os casais com este comando, fazendo com que eles passem a fazer o caminho contrário daquele que estavam seguindo;

– É MENTIRA!: assim que o puxador de quadrilha anuncia que não existia cobra, os casais voltam a caminhar no sentido em que estavam;

– CARACOL: se forma quando as damas e os cavalheiros estão em uma só fileira, e ao comando ser dado, o primeiro da fila começa a formar um circulo, enrolando a fileira, formando um caracol;

– DESVIAR: comando dado para desfazer o caracol. O guia da fileira passe a fazer o caminho contrário até todos estarem em linha reta;

– GRANDE RODA: quando o caracol está totalmente desfeito, uma única roda é formada e passa a girar para a esquerda ou para a direita, assim como formar duas rodas podendo ser as damas ao centro ou os cavalheiros, tudo isso de acordo com o comando do puxador de quadrilha.

Para uma festa informal onde a intenção é deixar a quadrilha ainda mais divertida, deixe o ‘marcador’ à vontade para improvisar e até mesmo confundir os ‘pé de valsa’, já para uma festa mais formal, onde a ideia é fazer uma quadrilha bem organizada para entreter os convidados que irão assistir, você pode programar um roteiro e entregar aos participantes para não haverem erros na hora da apresentação.

*Se lembrar de alguma marcação que não colocamos aqui, deixe-a em seu comentário!

Boa festa e divirta-se!

Marcações de quadrilha

Marcações de quadrilha

Para ficar por dentro das novidades, siga-nos no twitter no @eufacoafesta ou em nossa página no facebook, clicando aqui!

Comentários

comentários


Flavia Paiva